Informações para Cientistas Experientes

A Alemanha precisa de cientistas de ponta, pois é um país de alta tecnologia, onde ciência e pesquisa são seus principais recursos. A área de ciência e desenvolvimento emprega em torno de 530.000 pessoas. Mais de 300.000 pesquisadores trabalham como professores, docentes, assistentes, colaboradores científicos ou instrutores em universidades na Alemanha, desses, 200.000 têm essas vagas como sua principal ocupação. Pesquisadores internacionais encontram aqui ótimas condições de trabalho em ciência, ensino e pesquisa.
Ao lado das universidades, existem centenas de boas oportunidades de pesquisa em instituições não universitárias. Mais de 10 bilhões de euros por ano estão à disposição dos institutos de pesquisa não universitários na Alemanha para pesquisa e desenvolvimento, dos quais mais de ¾ do budget são gastos pelas áreas de ciências naturais e engenharias. Seja na cooperação com universidades e indústrias, seja com pesquisa aplicada ou de base, é possível encontrar nos laboratórios e locais de pesquisa dos institutos, desenvolvimento de pesquisa de ponta internacional. Os centros de pesquisa da Helmholtz-Gemeinschaft, a Sociedade Max-Planck (MPG), a Fraunhofer-Gesellschafte a Associação Leibniz (WGL) pertencem aos melhores institutos de pesquisa não universitários do mundo.
Veja mais (em inglês)